Relembre frases de Bolsonaro no calor do momento até o 7 de Setembro

Presidente passou semanas com ataques ao sistema eleitoral e ameaças a STF, Moraes e Barroso

Por Redação, Gmais Brasil 10/09/2021 - 19:26 hs

Dois dias após atacar o STF (Supremo Tribunal Federal) com ameaças golpistas, o presidente Jair Bolsonaro divulgou uma nota nesta quinta-feira (9) na qual afirma que não teve "nenhuma intenção de agredir quaisquer dos Poderes" e atribui palavras "contudentes" anteriores ao "calor do momento".

Relembre dez frases do presidente da República "no calor do momento" antes do 7 de Setembro.

Eleições no ano que vem serão limpas. Ou fazemos eleições limpas no Brasil ou não temos eleições

Jair Bolsonaro

No calor do momento em 8.jul.2021 a apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada

Daí vem o Barroso com a história esfarrapada dele, entre outras né, dizer que o voto em papel, se o João foi votar lá no interior do Ceará, e gripou a maquininha, pode gripar sim, e daí o mesário vai lá e vai ver que o João votou em tais candidatos, isso desqualifica as eleições, porque fere o sigilo do voto. É uma resposta de um imbecil, eu lamento falar isso de uma autoridade do Supremo Tribunal Federal, só um idiota pra fazer isso aí

Jair Bolsonaro

No calor do momento em 9.jul.2021 em conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada

Por que o presidente do TSE quer manter suspeição das eleições? Quem ele é? Por que ele fica interferindo por aí, com que poder? Não quero acusá-lo de nada, mas algo muito esquisito acontece. [...] Onde quer chegar esse homem que atualmente preside o TSE? Quer a inquietação do povo? Quer que movimentos surjam no futuro que não condizem com a democracia?

Jair Bolsonaro

No calor do momento em 29.jul.2021 em live com profusão de mentiras e ataques ao sistema eleitoral

A hora dele [Moraes] vai chegar. Porque está jogando fora das quatro linhas da Constituição há muito tempo. Não pretendo sair das quatro linhas para questionar essas autoridades, mas acredito que o momento está chegando. Não dá para continuarmos com ministro arbitrário, ditatorial

Jair Bolsonaro

No calor do momento em 5.ago.2021 em entrevista à Rádio 93 FM, do Rio de Janeiro

Aquele filho da puta do Barroso

Jair Bolsonaro

No calor do momento em 6.ago.2021 ao cumprimentar apoiadores em Joinville (SC)

Todos sabem das consequências, internas e externas, de uma ruptura, a qual não provocamos e desejamos. [...] De há muito, os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, extrapolam com atos os limites constitucionais. Na próxima semana, levarei ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, um pedido para que instaure um processo sobre ambos, de acordo com o art. 52 da Constituição Federal

Jair Bolsonaro

No calor do momento em 14.ago.2021 em rede social após prisão do aliado Roberto Jefferson

Temos um presidente que não deseja nem provoca rupturas, mas tudo tem um limite em nossa vida. Não podemos continuar convivendo com isso

Jair Bolsonaro

No calor do momento em 28.ago.2021 em evento na Assembleia de Deus em Goiânia

Essa [manifestação] agora, a grande pauta vai ser a liberdade de expressão. Não pode uma pessoa do STF [Moraes] e uma do TSE [Barroso] se arvorarem agora como as donas do mundo e que tudo decidem no tocante a esse ponto, liberdade de expressão

Jair Bolsonaro

No calor do momento em 30.ago.2021 em entrevista a rádio de Goiás

Com flores não se ganha a guerra. Se você fala de armamento […] Se você quer paz, se prepare para a guerra

Jair Bolsonaro

No calor do momento em 1º.set.2021 em evento da Marinha no Rio de Janeiro

O QUE BOLSONARO FALOU NO CALOR DO MOMENTO NO 7 DE SETEMBRO

Ou o chefe desse Poder [Fux] enquadra o seu [ministro] ou esse Poder pode sofrer aquilo que nós não queremos

Jair Bolsonaro

No calor do momento em 7.set.2021 a apoiadores em Brasília

Alexandre de Moraes, esse presidente não mais cumprirá. A paciência do nosso povo já se esgotou. [...] Sai, Alexandre de Moraes, deixa de ser canalha, deixa de oprimir o povo brasileiro

Jair Bolsonaro

No calor do momento em 7.set.2021 a apoiadores na avenida Paulista, em São Paulo